Seja Bem Vindo ao IBEMD - Instituto Brasileiro de Educação Musical, Boa Dia !!!
IBEMD
Alunos Cadastrados: 6797



Práticas Pedagógicas e Vivências Musicais
Objetivos:

O Curso procura apresentar o modelo de desenvolvimento musical de Keith Swanwick e a utilização do C(L)A(S)P na Educação Musical. É feita uma abordagem dos principais elementos musicais associados a uma prática pedagógica a ser utilizada tanto com crianças, como com jovens e adultos.

Procurar-se-á desenvolver propostas de atividades para se trabalhar a educação musical.

O objetivo geral do curso é oferecer uma orientação para um trabalho de educação musical, ajudando na capacitação de educadores que utilizam a música em suas aulas e oferecer um aprendizado sobre elementos musicais e suas principais características propiciando a formação de bons ouvintes e entendedores de música.

Duração:
8 Aulas
Pré- Requisitos :
Não é necessário nenhum conhecimento prévio. Um iniciante pode fazer o curso, mas se o aluno já tiver um conhecimento mínimo ou tocar um instrumento o seu aproveitamento será bem melhor.
Grade Curricular
Conteúdo Teórico

Aula 1: Modelo CLASP e Keith Swanwick
Aula 2: Som, silêncio e Propriedades do som – Altura, timbre, intensidade, duração.
Aula 3: Propriedades da música – melodia, harmonia e ritmo
Aula 4: Atividades para se trabalhar o estudo de elementos do ritmo: pulso, apoio, ritmo real.
Aula 5: Atividades para se trabalhar com a melodia
Aula 6: Atividades para se trabalhar a harmonia.
Aula 7: Atividades abordando os aspectos de Intensidade, dinâmica, andamento e caráter expressivo.
Aula 8: Atividades para se trabalhar a Estruturação Musical: Frases, semi-frases, parte, repetição.

ADOLFO, Antônio. O livro do Músico. Ed. Lumiar, RJ, 2001

ARAÚJO, Cláudia Valéria Nascimento de. Musicalizando através da informática. Cláudia Valéria Nascimento de Araújo, Carla Araújo Forte, Denise Voigt Kallás, Fátima Cristina Nóbrega da Silva. UNICARIOCA – 2005

CARNEIRO, Aline Nunes – Linguagem Musical – O Processo na Rede de Formação, Interlocução com a Prática da Rede Municipal e Conveniada

CUNHA, Glória e MARTINS, Maria Cecília.Tecnologia, produção e educação musical. Descompassos e desafinos. NIED (Núcleo de informática aplicada à Educação) Laboratório de arte - LABORARTE - Faculdade de educação - Universidade estadual de Campinas - UNICAMP, Campinas, São Paulo, Brasil.

FRANÇA, Cecília Cavalieri; SWANWICK, Keith. Composição, apreciação e performance na Educação Musical: Teoria, pesquisa e prática. Em Pauta, V.13, n.21, dezembro 2002.

GRANJA, Carlos Eduardo de Souza Campos. Musicalizando a escola:Música, conhecimento e educação. São Paulo. Escrituras Editora, 2006

KENSKI, Vani Moreira. Novas tecnologias. O Redimensionamento do espaço e do tempo e os impactos no trabalho docente.In: Revista Brasileira de Educação número 7. Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. Jan-Abr, 1998.

KOELLREUTTER, H.J. O ensino da música num mundo modificado – Cadernos de estudo: Educação Musical, número seis, p. 37 a 42.

LAZZETTA, Fernando. Um novo músico chamado usuário. I Simpósio Brasileiro de Educação e Música – Caxambu, p. 231 a 235.

MED, Bohumil. Teoria da Música. Ed. Novas Metas, RJ, 1996

PRINCE, Adamo. A arte de Ouvir - Percepção Ritmica. Ed. Lumiar, RJ, 1994

SCHAFER, R. Murray. O ouvido Pensante. Tradução Marisa Trench de O. Fonterrada, Magda R Gomes da Silva, Maria Lúcia Pascoal. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1991.

SCLIAR, Esther. Elementos de Teoria Musical. Ed. Novas Metas, RJ, 1985

SWANWICK, Keith. Ensinando Música Musicalmente. Tradução de Alda Oliveira e Cristina Tourinho. São Paulo: Moderna, 2003. Original Inglês

SWANWICK, Keith. A Basis for Music Education. London: Routledge, 1979.

Seja Bem Vindo ao IBEMD - Instituto Brasileiro de Educação Musical, Boa Dia !!!  
VOLTAR PÁGINA ANTERIOR
Copyright © 2018 - IBEMD - Departamento de Desenvolvimento e Hospedagem - Todos os direitos reservados.